3 dicas para ganhar escalabilidade – Planejando sua estratégia de adoção da Nuvem

junho 28, 2016

As organizações estão pesquisando e investindo suas infraestruturas de TI longe de soluções “no local” e em direção aos serviços em Nuvem. Similar a logística por trás da compra de um carro de aluguel, você deve considerar se precisa de seguro no caso de você danificá-lo; a imagem de credibilidade que você deseja apresentar ao seu próximo cliente; e os quilômetros que você pretende viajar.

Seguindo esta analogia, os provedores de serviços em Nuvem oferecem planos flexíveis em uma taxa consistente com nenhum custo de manutenção de hardware – A escalabilidade de TI em sua melhor forma! Para resumir a tendência de Nuvem contra o “no local”, 2014 foi o primeiro ano em que a maioria das cargas de trabalho de TI mudaram para a nuvem (51%) sobre a solução tradicional “no local”. Em 2017, a Cisco prevê que a computação em Nuvem aumente para 63%.

As organizações estão migrando para soluções de computação em Nuvem como uma mariposa para uma lâmpada; não porque é a tendência mais recente tecnologia, mas por causa de sua capacidade de simplificar os desafios de TI e a maneira eficiente de dimensionar as cargas de trabalho. Como um pontapé inicial para a sua pesquisa de transição para a Nuvem, considere os pontos abaixo para continuar a sua compreensão dos benefícios das soluções de Nuvem:

1. Custo

De acordo com a Tech Republic, 84% dos CIOs relatam cortes em seus custos de TI ao moverem suas aplicações para a nuvem.

Serviços em nuvem eliminam a necessidade de manutenção de equipamentos. Considere estas palavras de sabedoria: Update de software é mais barato que upgrade de hardware. É verdade que programas também recebem upgrades, como bem sabemos, mas acreditamos que esta citação resume bem o que você deve ter em mente, ou seja, de que pequenas atualizações ou modificações no software são mais baratas que trocar de computador.  Quando se trata de Software as a Service (SaaS – saiba mais aqui) com produtos como o Microsoft Office ou o Adobe Creative Suite, a atualização para suas respectivas versões em Nuvem – Office 365 e Creative Cloud – reduz significativamente os custos CapEx e Custos OpEx de forma consistente ao longo do tempo. Isso se traduz diretamente em uma despesa de capital (CapEx) versus uma justificação das despesas operacionais (OpEx), com OpEx e Nuvem sendo mais parecido como pagar uma conta de luz mensalmente.

O Custo Total de Propriedade (TCO) de um datacenter no local está a aumentando em relação ao seu nível crescente de complexidade, enquanto que o TCO da computação em Nuvem está cada vez caindo mais por conta de sua usabilidade generalizada. A manutenção de uma solução no local implica em maiores erros de economia – como o Sunken Costs Fallacy. Essencialmente, você percebe que você está gastando demais em sua infraestrutura de TI, você sabe que há uma solução mais acessível, mas você está em um estágio profundo demais para voltar atrás…

2. Agilidade

A computação em Nuvem fornece a agilidade necessária para responder às necessidades de negócios que possam surgir. Enquanto seus concorrentes que não usam Nuvem estão ocupados no roadmap de seus processos de implementação em busca de uma solução que se alinha com produtos mais antigos, os recursos on-demand da Nuvem já atualizaram o seu software com a solução.

Essa agilidade aumenta a produtividade e garante a rápida implantação de recursos com base em métricas de custos definidos, tais como um aumento do nível de monitoramento de custos por recursos consumidos. Se determinados recursos que são consumidos com mais frequência do que outros, então simplesmente realoque a sua banda larga para aumentar os recursos na área do projeto que mais precisa

3. Segurança

Verdadeiras histórias de terror sobre avarias em dados na Nuvem, nos fazem acreditar que soluções locais são mais seguras, mas isso é verdade? Simplificando, Nuvem é o mais recente fenômeno, e, portanto, gera um buzz mais sensacionalista em torno do tema.

A segurança é uma grande preocupação para muitos tradicionalistas de TI. O incentivo para que os prestadores de serviços mantenham a consciência de segurança reforçada, é muito maior que sua receita depende da confiabilidade de sua rede. Nenhum provedor de serviço de Nuvem apresenta 100% de eficácia durante todo o ano, no entanto, principais fornecedores, como Microsoft, Amazon e Google apresentam uma eficácia de 99,9%. Os provedores de Nuvem se gabam de SLAs fortes para assegurar a disponibilidade da rede e, no caso de uma queda de energia, a migração do datacenter ou imagem servidor se mantenha para armazenamento de dados local.

Estas três áreas funcionam como a pesquisa incipiente para a escalada da sua estratégia de adoção da nuvem. Entre em contato com um especialista em migração para a Nuvem e tire suas dúvidas.

Quer saber como ganhar mais transparência financeira e agilidade nos seus negócios? Faça o download do Caso de Sucesso WillisTowers e veja como o painel de consumo PyraCloud foi fundamental para atingir este objetivo.

Powered by Rock Convert
Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Deixa uma resposta