BYOD (Bring Your Own Device): a tendência que VAI mudar as empresas de T.I

dezembro 26, 2017

Se você é responsável pela coordenação da equipe de T.I, deve saber dos altos custos de manutenção e licença dos computadores. Com o objetivo de reduzir esses gastos, o modelo BYOD incentiva que os funcionários utilizem seus próprios equipamentos para trabalhar, o que além de reduzir os custo com máquinas, aumenta o conforto e produtividade do colaborador.

Neste post, explicamos o que significa BYOD, suas das vantagens e desvantagens, para você ficar por dentro dessa tendência que vai revolucionar as empresas de T.I. Boa leitura!

O que significa BYOD?

BYOD é uma sigla para Bring Your Own Device, em português “traga seu próprio dispositivo”. É um conceito de infraestrutura em T.I que consiste na utilização dos aparelhos dos próprios funcionários para desempenhar as atividades empresariais.

O BYOD vem ganhando força principalmente porque a maioria das pessoas possui equipamentos mais modernos do que os disponibilizados pela organização. Assim, o funcionário tem a liberdade de utilizar uma tecnologia que já está acostumado para acessar os dados da empresa, trazendo mais conforto e produtividade.

Como as empresas de tecnologia estão utilizando essa tendência?

Existem três formas de se implementar o BYOD na empresa. Uma delas é estabelecendo que a organização tem o direito de controlar o dispositivo, uma vez que os dados da empresa serão acessados pelo dispositivo pessoal. Isso é importante para que os dados sensíveis não fiquem desprotegidos.

A segunda opção é a empresa arcar com os custos da tecnologia, porém, se o funcionário não se sentir confortável com o aparelho, ele tem o direito de utilizar o seu próprio.

Por fim, a organização também pode realizar a transferência legal do aparelho para o colaborador. As três oferecem vantagens, mas todas precisam ser bem avaliadas antes de aplicadas.

Quais são as vantagens e desvantagens do BYOD?

A principal vantagem ao adotar o modelo BYOD é a redução dos custos de gestão de T.I, uma vez que não há gastos relacionados à troca de equipamentos. Além disso, é importante ressaltar que o custo da conexão de rede fora do local de trabalho fica sob responsabilidade do funcionário e não da empresa.

Outra vantagem é o aumento no índice de satisfação dos colaboradores, pois sentem-se confortáveis trabalhando com máquinas que eles mesmos escolheram e puderam personalizar de acordo com suas preferências pessoais.

Assim, os dispositivos dos colaboradores das empresas que utilizam o BYOD tendem a ser mais modernos, pois os usuários normalmente fazem mais upgrades em seus computadores pessoais do que a empresa. Portanto, adotando o BYOD, a organização passa a contar com computadores com mais processamento e tecnologia.

Desvantagens

A principal desvantagem do BYOD está relacionada ao controle sobre a estrutura digital da empresa. É necessário reformular as políticas de uso e estratégias de segurança para a nova realidade. O departamento de T.I precisa estar preparado para lidar com os recursos de rede e deverá conscientizar os funcionários a atualizarem as ferramentas de segurança de seus dispositivos.

Além disso, a política deve ser clara e objetiva. Para melhorar a segurança, é possível adotar ferramentas em nuvem, VPNs e máquinas virtuais, pois auxiliam o departamento de TI a impedir brechas de segurança nos computadores dos colaboradores.

Deu para notar que o BYOD veio para melhorar a produtividade dos colaboradores e, assim, aumentar a competitividade da organização. É uma estratégia que traz muitos benefícios, mas sua adoção precisa ser muito bem planejada para que não afete a segurança dos dados da empresa.

Gostou do post e quer saber outras tendências que vão mudar a vida das empresas e das pessoas? Confira as 9 tecnologias que você achou que não ia viver para ver!

Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Deixa uma resposta