Microsoft tem apoio do ecossistema de parceiros para Serviços de Nuvem Estratégicos

Março 3, 2017

Em 2017, a Microsoft continua a desenvolver uma moderna estratégia de licenciamento digital, com um novo enfoque no programa Provedor de Soluções na Nuvem (CSP) e a retirada do MPSA Azure.

O CSP permite que a Microsoft desenvolva um ecossistema de parceiros escalonável, de autoatendimento, para Office 365 e Azure com parceiros de gerenciamento digital e entrega digital, suporte a nuvem e serviços gerenciados.

Opções web de “autoatendimento” através de parceiros permitem que negócios nativos na nuvem e no local comprem, adotem e gerenciem seu portfólio digital.

A longo prazo, a Microsoft irá aperfeiçoar suas opções web de autoatendimento via Parceiros e “assistido pela Microsoft” (EA), sugerindo uma continuidade via canais digitais indiretos através de parceiros e canais digitais diretos via “suporte MS”.

Em conformidade com essa estratégia, a SoftwareONE – uma empresa de serviços, soluções e plataforma digital – está bem posicionada estrategicamente no mercado com o PyraCloud, suporte à nuvem e serviços gerenciados para agregar recursos ao modelo CSP, enquanto utiliza sua escala global para oferecer suporte local e sourcing intelligence.

Sem mais MPSA

Assim, desde 1º de fevereiro, a Microsoft deixará de adicionar novos clientes Azure através do Contrato de Produtos e Serviços Microsoft (MPSA). Os clientes do MPSA que desejarem comprar o Azure agora serão orientados primariamente para o programa Provedor de Soluções na Nuvem (CSP). Um programa em contínua evolução que fornece uma plataforma para acesso flexível, via “autoatendimento” aos serviços e soluções da nuvem da Microsoft através de um rico ecossistema de parceiros de plataformas digitais, suporte e serviços gerenciados que possibilitam um “negócio pronto para o ambiente digital”.

SPE e Azure via EA seguem ativos

A Microsoft continua a direcionar os clientes para iniciativas na “nuvem estratégicas” como Secure Productive Enterprise (SPE) e Azure via EA, com os revendedores clássicos mantendo os fluxos de receita através de reembolsos e incentivos a curto prazo; mas o sucesso dos parceiros e clientes dependerá do seu investimento em plataformas digitais para habilitar e gerenciar a nuvem, a tecnologia e serviços de consultoria para garantir o retorno sobre o investimento e redução de custos durante o ciclo de vida digital.

Os parceiros da Microsoft que prosperam anteciparam as tendências e não apenas reagiram aos fatos, acelerando para se manterem à frente da concorrência, equilibrando a estratégia de “licenciamento moderna” da Microsoft com as necessidades e interesses dos seus clientes para gerenciar um negócio pronto para o ambiente digital. 

Novidades!

Janeiro e dezembro testemunharam um número importante de atualizações de soluções e licenciamentos por parte da empresa de Redmond, incluindo, mas não limitado.

  • A USL /Upgrade de USL para a assinatura Microsoft VDA agora beneficia o Windows 10 Enterprise CBB no Azure.
  • A assinatura Microsoft VDA baseada em dispositivo não irá se beneficiar do Windows 10 Enterprise CBB Benefit.
  • The Azure Hybrid Use Benefit (AHUB) está disponível a partir de 1º de fevereiro em todas as regiões do Azure (veja), pagando apenas a computação de imagens no Windows Server.
  • A configuração Nano do Windows Server 2016 irá necessitar de CALs com SA.
  • A SKU autônoma Yammer foi desativada em 1º de janeiro de 2017. Clientes EA atuais podem usar a SKU desativada por dois anos ou pelo termo do EA corrente.
  • Software Assurance – Funcionários do Home Use Program (HUP) agora podem comprar o Office Pro Plus 2016 e o Office Home & Business para Mac.
  • A Microsoft vai padronizar a nomenclatura de todos os serviços Azure tendo como base uma convenção de nomenclatura comum. Entenda
  • Centro de Download: Para todos os medidores e seus valores do atributo anteriores/posteriores: acesse clicando aqui
  • A Microsoft lançou os “tópicos de discussão” para o SPE. Conheça
  • O Advanced eDiscovery do Office365 foi renomeado “Advanced Compliance” em 1º de janeiro e todos os componentes E5 sendo rebatizados como pacotes “Advanced” com recursos em constante evolução. Saiba mais

Veja como o PyraCloud fez a diferença no caso Willis Towers Watson, acesse nosso conteúdo exclusivo! 

Cta Software Pyracloud V3

Rodrigo Eleoterio

Autor

Rodrigo Eleoterio

Hosting Solution Specialist da SoftwareONE Brasil. Linkedin

Deixa uma resposta