Como o Microsoft Enterprise Mobility Suite mitiga desafios de BYOD empresarial

July 4, 2016

Preocupações com proteção de dados, gerenciamento de identidade e gerenciamento de dispositivo móvel que envolvem o medo de adotar o BYOD – quando os funcionários deixam a segurança da rede corporativa, a TI não pode mais gerenciar os ativos corporativos que residem nesses dispositivos pessoais. Felizmente, o Enterprise Mobility Suite da Microsoft proporciona esta tranquilidade enquanto, simultaneamente, fornece um contrato de licença eficiente e econômico.

Visão Geral do Enterprise Mobility Suite

De acordo com um relatório de pesquisa da Forrester de 2013, 29% da força de trabalho global é classificada como trabalhadores com informação em qualquer hora e em qualquer lugar, o que significa que eles utilizam diversos apps em 3 ou mais dispositivos de diversos locais. A visão de “Mobile First, Cloud First” do CEO da Microsoft, Satya Nadella, realmente abraça essa ideia.

O Enterprise Mobility Suite (EMS) da Microsoft é um Acordo Empresarial (EA) que melhora amplamente as experiências móvel e de nuvem integrando-se perfeitamente com o Office 365. O EMS consolida o Azure Active Directory Premium, o Azure Rights Management e o Windows Intune em um único acordo de licença.

Gerenciamento de Identidade Híbrida

Viabilizado pelo Azure Active Directory Premium, o EMS integra infraestruturas local e nuvem utilizando um console de identidade centralizado. A TI recebe a capacidade de aplicar controles de acesso condicionais às informações sensíveis da empresa, enquanto os usuários têm uma experiência de logon único em todos os aplicativos da empresa, estejam eles dentro da rede corporativa ou não.

Além de proporcionar gerenciamento robusto de identidade e acesso através da nuvem, o Azure AD Premium adiciona os seguintes benefícios às implementações locais existentes.

  • Diretório como Serviço sem limites
  • SSO para apps SaaS pré-integrados sem limites
  • Gerenciamento e provisionamento de acesso baseado em grupo
  • Gerenciamento, provisionamento e redefinição de senha self-service para grupo
  • Autenticação de fatores múltiplos
  • SLA com 99,9% de disponibilidade
  • E muito mais…

Gerenciamento de Dispositivo Móvel

Como ilustrado no blog neste post sobre Enterprise Mobility (em inglês), o Windows Intune permite que a TI gerencie configurações em diversas plataformas, VPNs e perfis de rede sem fio. Isto permite que TI gerencie dispositivos e aplicativos locais e baseados em nuvem através de um console único, garantindo que quaisquer dispositivos móveis perdidos ou aposentados possam ser limpos remotamente para proteger dados corporativos comprometidos. Além disso, com os dispositivos móveis e PCs agregados a um único conjunto de credenciais, TI pode instalar atualizações e implementar apps necessários automaticamente durante a inscrição, através do portal self-service da empresa.

Proteção de Dados

Uma pesquisa conduzida pela IDC sugere que as organizações dedicarão 25% do seu orçamento de software para desenvolvimento, implementação e gerenciamento de apps móveis até 2017, e somente 15% das grandes organizações terão governança de segurança móvel adequada.

Os dados corporativos estão seguros com o Serviço de Gerenciamento de Direitos (RMS) do Microsoft Azure. Os usuários podem acessar e enviar conteúdo através de servidores Exchange e SharePoint com confiança, sabendo que seu conteúdo está sendo automaticamente criptografado para evitar qualquer interceptação maliciosa. TI pode aplicar o Gerenciamento de Direitos da Microsoft a um arquivo sensível que pode ser acessado dentro da rede corporativa, mas não em um dispositivo pessoal quando fora da rede. No entanto, com certas configurações definidas, o usuário pode acessar o arquivo através do Workplace Join, que também permite que usuários sincronizem dados com pastas de trabalho para disponibilidade em qualquer dispositivo.

O Enterprise Mobility Suite preenche a lacuna entre a segurança de TI e a acessibilidade de usuário. Se sua organização está considerando adotar BYOD, uma dica infalível é falar antes com especialistas em contratos da Microsoft.

New Call-to-action

Equipe de Redação

Author

Equipe de Redação

Leave a Reply