Entenda como colocar em prática a Gestão e Governança de TI!

julho 16, 2016

Quando uma empresa deve adotar métodos de gestão e governança de TI? Quais os motivos levariam minha empresa a adotar tais métodos? Terei bons resultados com isso? Como colocá-los em prática? Para entender tais questões é preciso primeiro entender o conceito de governança de TI:

Uma boa definição sobre do que se trata a Gestão e Governança de TI

A governança de TI pode ser considerada uma metodologia que visa desenvolver competências e habilidades para profissionais de tecnologia da informação. Estes profissionais estão geralmente ligados ao planejamento, controle e implantação destes programas de governança.

Sendo assim, o grande desafio do governante de TI é fazer com que todos os processos funcionem, deixando de ser um setor de “suporte” ao negócio e passando a ser também fundamental na estratégia e na geração de resultados, suportado por informações consistentes e analíticas, facilitando as decisões sobre a TI.

Quais os benefícios em aplicar Governança de TI na empresa?

Depois de entender o conceito básico, alguns pontos primários podem ser citados como benefícios. Basicamente, a implantação de tais práticas promove segurança para toda a informação, garantindo sua durabilidade e eficácia e permitindo o melhor uso dos recursos de software e sistemas internos da empresa.

Com isso, é possível evitar que informações preciosas da empresa acabem vazando e causando grandes danos ao negócio, garantindo a automação de processos e tarefas específicas e assim, economizando tempo e dinheiro, potencializando a gestão e aumentando o poder competitivo.

Vários outros benefícios podem ser citados. Podemos destacar:

  • Assegurar a eficácia e confiabilidade das informações, facilitando a utilização de ferramentas e recursos de TI.
  • Melhorar e inovar os processos de gestão, marketing e venda de seu negócio tornando sua empresa mais competitiva.
  • Antecipar os riscos e problemas que podem prejudicar o andamento do negócio como um todo, permitindo precisão na tomada de decisão estratégica ou tática.
  • Otimização e redução de custos e valor agregado ao negócio, automátizando processos e economizando tempo.
  • Gestão do ciclo de vida de ativos de TI

Colocando a Gestão e Governança de TI em prática

Para colocar esta metodologia em prática é preciso conhecer suas principais ferramentas de trabalho e como elas funcionam. Assim deverá realizar uma análise clínica de cada ferramenta para saber qual delas se encaixam ao seu negócio para evitar erros.

Frameworks (modelos a serem seguidos) de Gestão e Governança de TI

COBIT: focado no nível estratégico, é um framework de controle, portanto é possível mensurar seu desempenho, assim os ricos são devidamente apontados e tratados, com maior profundidade ele pode especificar objetivos de controle, porém não detalha como os processos podem ser definidos.

ITIL: focado no gerenciamento de serviços, o objetivo deste framework é ajudar a atingir objetivos, são boas práticas aplicadas à infraestrutura do serviço, auxiliando na operação e manutenção dos mesmos.

PMBOK: este método aborda que todo projeto tem início e fim, focado em atingir um objetivo específico por vez. Os projetos são executados por com limitações de recursos, e todo o planejamento e controle do projeto é executado ao longo do de seu ciclo de vida.

Norma ABNT ISO / IEC 19770-1: garante que uma organização que está utilizando a Gestão de Ativos de Software, possui um padrão para satisfazer as exigências de governança corporativa.

Para uma boa aplicação da gestão e governança de TI é importante conhecer seus métodos muito bem e se aprimorar cada vez mais. Com um conhecimento profundo de cada prática é possível ter um controle total do negócio e obter bons resultados.

Caso queira saber sobre gestão e governança de TI, deixe seu comentário abaixo!

softwareone2016-04-04_3

Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Deixa uma resposta