Fluxo de informações: como manter o sigilo na comunicação?

março 22, 2019

A evolução da tecnologia trouxe diversos benefícios para os empresários — como a automação de atividades e otimização no fluxo de informações —, mas, com eles, alguns receios: se quase tudo é feito por plataformas e apps, os dados sigilosos ainda estão seguros?

Perder documentos importantes para a concorrência pode ser desastroso para qualquer negócio, então é bom ficar atento para assegurar que nada vaze ou atrapalhe a sua atividade.

Essa segurança deve ser tratada como prioridade. Existem algumas maneiras de fazê-la de forma eficaz e falaremos sobre elas agora.

A tecnologia e o fluxo de informações

Atualmente, a troca de dados se dá de maneira rápida, tanto interna quanto externamente — entre parceiros, em realização de acordos etc. —, mas é preciso resguardar o sigilo corporativo.

Para se proteger contra vazamentos internos e de ameaças como vírus e hackers, é necessário ter um planejamento para superar essas barreiras. Existem processos e plataformas capazes de auxiliá-lo nisso:

Criptografia

A criptografia é uma maneira de proteger o acesso às informações, caso elas sejam interceptadas.

Imagine que ocorra determinado vazamento importante: códigos complexos que só podem ser lidos por meio de uma chave de código ficarão no lugar dos dados legíveis, impedindo sua leitura ou uso. Essa é uma medida capaz de prevenir danos maiores para sua atividade.

O ideal é criptografar e-mails, chats privados e até notas na nuvem, dando mais uma camada de proteção digital no tráfego de informações.

Nuvem

A Cloud Computing tem se tornado referência para armazenamento de arquivos e documentos no mercado, tanto pela sua praticidade quanto pela proteção oferecida.

As instalações físicas de servidores e sua segurança são de responsabilidade da empresa prestadora de serviços, então é interessante procurar por uma parceira especializada para auxiliar na migração para nuvem.

A autenticação — composta por login e senha de usuário — permite o monitoramento por meio de um identificador. Assim, o gestor pode acompanhar como os dados estão sendo manuseados pelos colaboradores.

Compliance

O compliance envolve uma série de ações importantes para manter conformidade com a legislação e traçar comportamentos a serem seguidos.

Invista em práticas que orientem o controle do fluxo de informações a curto e a longo prazo. Definir um código de conduta, código de ética e transparência faz com que as ações da sua equipe sejam norteadas da melhor maneira.

O treinamento de funcionários garante a preparação para que eles ajam sempre em prol do planejamento desenvolvido pela sua empresa.

Chatbots

Cada vez mais comum, a adoção de chatbots se mostrou uma solução para estabelecer uma aproximação com os clientes da melhor forma: atendimentos mais ágeis, melhor uso do tempo dos colaboradores e mais precisão são alguns dos benefícios.

Contudo, é fundamental se proteger contra usuários mal-intencionados: eles podem dar dados falsos para corromper a inteligência dos chatbots, tendo acesso a questões sigilosas e prejudicando a empresa.

Para evitar que isso aconteça, é essencial que seja escolhido um sistema bem desenvolvido, capaz de fazer essa distinção entre informações e apontar eventuais inconsistências. A ideia é implementar plataformas para aumentar a segurança. Então, um planejamento prévio é essencial.

E então, leitor? Aprendeu um pouco mais sobre como proteger o fluxo de informações do seu negócio? Assine a nossa newsletter para receber vários artigos interessantes direto na sua caixa de e-mail!

Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Deixa uma resposta