Licenciamento Microsoft: 6 passos para sair da pirataria já!

abril 4, 2017

O uso de software ilegal é uma prática comum entre uma boa parcela da população mundial. Segundo um estudo feito em 2015 pela BSA – associação de empresas multinacionais investidoras em soluções de software – 39% dos programas instalados em computadores no mundo não possuem licenciamento. A pesquisa entrevistou vários CIOs (Chief Information Officer), e 49% deles apontaram a falta de segurança como uma das desvantagens de um programa ilícito.

A BSA divulgou também um artigo que expôs um dado alarmante: em um ano foram criadas mais de 1 milhão de ameaças virtuais por dia. Sendo assim, a falta de segurança é um dos grandes perigos da aquisição de um sistema operacional não licenciado.

Neste artigo, começaremos falando sobre as consequências da pirataria para o mundo empresarial e então apresentaremos seis passos que sua empresa precisa dar para se livrar de vez de um software ilegal. Abordaremos também sobre as vantagens em obter um Licenciamento Microsoft. Acompanhe nosso post!

Os efeitos negativos de programas ilegais

Corporações de desenvolvimento de software fiscalizam com rigor os usuários que utilizam seus programas sem licenciamento. E não é raro empresas que possuem um sistema operacional ilegal serem notificadas pelos fabricantes do produto sobre a possibilidade de uma ação judicial caso fique constatado o crime contra a lei de direito sobre propriedade intelectual.

As multas pelo uso de programa não licenciado são altas: uma empresa chegou a pagar mais de 100 mil reais à Microsoft em uma ação judicial. Além do prejuízo financeiro, a companhia pode ter sua reputação manchada e sua credibilidade questionada ao fazer uso de programas que violam a lei.

Os efeitos do mercado ilegal afetam também a economia. Segundo dados da BSA, se o índice global de uso de software ilegal diminuísse apenas 10% geraria 142 bilhões de dólares em novas atividades econômicas, além de 500.000 novos postos de trabalho na área da tecnologia e os governos arrecadariam 32 bilhões em impostos.

Os passos para adquirir programas licenciados

Algumas empresas desejam legalizar seu sistema operacional, mas não sabem como fazer isso, por seguir algumas práticas simples a instituição alcançará esse objetivo. Vejamos alguns passos importantes.

1. Faça um inventário

Comece fazendo um inventário ou auditoria interna, onde cada uma das máquinas da companhia será analisada. O objetivo é identificar quais dos computadores possuem um programa não licenciado, e assim ter uma noção do que precisará ser feito para resolver esse problema.

Vale lembrar que é de responsabilidade da empresa qualquer aplicação instalada ilegalmente nas máquinas mesmo que não seja do conhecimento dos gestores. A mesma pesquisa feita pela BSA – citada no início deste artigo – mostrou que 15% dos gestores de TI acreditam que funcionários instalem programas piratas sem o consentimento da empresa. Por isso é preciso uma auditoria constante.

2. Pesquise sobre as licenças

Após a auditoria, é o momento de reunir a equipe de TI para avaliar que tipo de licenciamento será adquirido na instituição, e para esse fim, é preciso conhecer bem as necessidades do negócio e o orçamento disponível para a aquisição do produto.

Faça uma pesquisa sobre as licenças disponíveis. Existem produtos de software voltados para empresas de pequeno, médio e grande porte e licenças que oferecem o direito vitalício do usuário sobre a aplicação ou alugar o programa através do pagamento de mensalidades.

3. Legalize o software

Depois que cumprir os passos anteriores, não demore em legalizar seu sistema operacional. Escolha um software desenvolvido por uma empresa reconhecida pela excelência em seus produtos, como a Microsoft.

É nesse momento que a empresa vai negociar a compra da aplicação. Para isso, é importante buscar meios de conseguir descontos, sendo que algumas ações podem fazer a diferença. Falaremos sobre elas nos passos seguintes.

4. Conheça os pacotes de desconto

Se a sua empresa é de pequeno ou médio porte, pode ser um desafio os custos envolvidos na implantação de um programa licenciado, porém o gestor pode aproveitar o desejo dos fabricantes de software em vender seus produtos originais e assim conseguir uma redução de preço.

Além disso, alguns desenvolvedores de programas oferecem pacotes com descontos especiais para pequenas e médias empresas – essa facilidade é oferecida porque boa parte das empresas que possuem software ilícito é desse segmento. Os juros são reduzidos para financiamento e existem condições favoráveis de pagamento.

5. Troque seus programas antigos

Ao fazer o inventário, a empresa obtém uma noção de quais máquinas possuem um programa legal, e se essa aplicação for de uma versão antiga, ela pode ser de ajuda na redução de preço da compra do sistema operacional. Alguns fabricantes de software dão descontos para companhias que entregam seus programas antigos em troca das versões mais recentes. A redução pode chegar a até 30%.

6. Adote uma política mais rígida

Agora que seu empreendimento instalou aplicações licenciadas, é fundamental criar regras sobre o uso de programas ilegais, educando os colaboradores para aderirem a essas boas práticas.

Sendo assim, após definir as diretrizes que serão adotadas, reúna-se com todos os funcionários e converse sobre como a empresa encara a instalação de aplicações não licenciadas e deixe bem claro as consequências que o colaborador terá caso não siga as regras.

Neste caso, seria muito importante implantar ferramentas de compliance que irão assegurar que as boas práticas definidas sejam de fato cumpridas no dia a dia. Por exemplo, por meio dessas soluções é possível monitorar, junto a equipe de TI, como está a segurança da informação dos ativos tecnológicos instalados.

Os benefícios de um Licenciamento Microsoft

Um programa licenciado é seguro, mas ao adquirir um sistema operacional não licenciado a empresa abre as portas para uma infinidade de ataques virtuais, uma vez que esse tipo de programa não oferece proteção e muito menos atualizações de segurança, que são indispensáveis em vista da proliferação diária de vírus na internet.

Outro fator que exige atenção é a falta de qualidade nos serviços do software ilegal, e esse item é indispensável atualmente, pois o número de empresas dependentes de uma excelente infraestrutura de TI é crescente. Um programa licenciado passa por constantes aprimoramentos – feitos pela empresa fabricante – a fim de entregar ao usuário um produto de alto nível.

Um sistema operacional legal conta com suporte técnico que a fabricante do software disponibiliza para os seus usuários em caso de falhas do mesmo. Essa assistência especializada pode fazer diferença na produtividade dos colaboradores da empresa, já que, diante de uma anomalia no sistema, o problema é rapidamente identificado e sanado pelo suporte profissional, evitando paralisar os serviços da instituição.

Seguindo as orientações de nosso post e adquirindo seu licenciamento Microsoft, você pode ter certeza que possuirá um software de qualidade, ou seja, que ofereça segurança para os seus usuários, disponibiliza serviços que são essenciais para uma boa experiência no seu uso, além de estar de acordo com as normas técnicas internacionais (ISO/IEC).

E para seu negócio, o licenciamento Microsoft ajudará a manter a boa reputação de sua empresa e evitar os perigos relacionados a um programa ilegal.

O nosso artigo ajudou você a entender como um Licenciamento Microsoft pode ajudar a manter a segurança da sua empresa e evitar prejuízos? Assine nossa newsletter e receba diversas outras dicas diretamente no seu e-mail!

Powered by Rock Convert
Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Deixa uma resposta