NUVEM E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NO TOPO DA LISTA DE PREDIÇÕES DE TECNOLOGIA DA SOFTWAREONE PARA 2019

janeiro 14, 2019

A SoftwareONE está na linha de frente das organizações que desejam (e precisam) transformar o negócio e permanecerem competitivas – seja numa gestão mais inteligente do ciclo de vida de software, transferindo aplicações críticas de negócio para a nuvem para aumentar a flexibilidade e redução de custo, na segurança de ambientes de nuvem híbridos ou aplicando Inteligência Artificial (IA) de forma prática.

Já que nenhum desses conceitos são novos, as organizações estão agora realmente mais preparadas para a transformação digital.  A SoftwareONE acredita que 2019 é o ponto de inversão para a maioria das empresas, saindo da fase de considerar a implantação de tecnologias digitais – seja segurança cibernética, machine learning, ou outras soluções baseadas na nuvem – para refinar e amadurecer essas iniciativas tecnológicas. Por exemplo, de acordo com o Gartner, 37% dos CIOs estão planejando ou já estão implantando IA em 2019.

Nós perguntamos aos especialistas da SoftwareONE suas predições para 2019 na era da transformação digital e encontramos três temas que continuaram a surgir: TI, segurança e gerenciamento do consumo de nuvem.

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Mike Gersten, Diretor de Inovação e Estratégia Global: “Todos estamos procurando por maneiras de tornar as aplicações mais inteligentes, mas o mais importante, as empresas estão procurando realmente abraçar a IA enquanto veem o impacto que a automação e a eficiência operacional têm na experiência do cliente em geral”.

Mike Fitzgerald, Diretor de Soluções Global: “Começou uma verdadeira evolução nas plataformas de negócio existentes em razão da IA. Todavia, as organizações precisam perceber que existem muitos fatores a serem considerados antes de mergulharem de cabeça na IA, incluindo – leis de governança, impacto na cultura e suas próximas etapas”.

Dieter Schlosser, CEO: “O uso das aplicações on-premises não desaparecerá pelos próximos 10 a 15 anos, mas o uso da nuvem continuará a crescer rapidamente para escala de performance, com o advento do Machine Learning/Inteligência Artificial (ML/IA) até a tecnologia de ponta, como IoT, para uma tomada de decisão em tempo real.

SEGURANÇA

Com uma maior ênfase em nuvem e em tecnologias emergentes, naturalmente observa-se que uma estratégia de segurança é mais importante do que nunca. Com a implementação da Lei de Regulação de Proteção de Dados Gerais (GDPR), empresas estão dando a prioridade devida para as questões de segurança, tanto internamente quanto para seus clientes.

Mike Fitzgerald: “A segurança de dados não é apenas uma boa prática de negócio, é crucial para as empresas sobreviverem. As multas associadas com violações de dados e GDPR poderiam potencialmente ser 4% da receita ou maior – um preço alto o suficiente para deixar a não conformidade com um custo proibitivo. Muitos países, e mesmo a comunidade de tecnologia, começarão a criar políticas de proteção de dados adicionais a um nível local ou global, para se resguardar”.

Oliver Berchtold, Líder Global de Serviços:  “O encontro entre o gerenciamento do ambiente de nuvem híbrido com a proteção de dados vindos de IoT, continuará a aparecer no cenário de TI em 2019. Tudo é sobre como gerenciar melhor o ambiente de nuvem híbrida e ser mais ágil nisso. Gerenciar os dados de IoT e determinar como proteger tudo o que está chegando pela nuvem são os grandes desafios de 2019”.

Alex Alexandrov, Líder Operacional e de M&A Global: “Equívocos sobre estar mais protegido puramente por estar com os dados on-premise continuarão a desaparecer.  Enquanto os clientes estão com as ferramentas mais sofisticadas que existem, o que é básico (como políticas de infraestrutura e permissões de funcionário) pode ser o principal gap de hoje.  Adicionalmente, acredito que muitas dessas soluções para um ponto específico serão substituídas por uma segurança integrada como parte do software. Já estamos vendo isto com a produtividade e a infraestrutura de nuvem híbrida.

GERENCIAMENTO DO CONSUMO DE NUVEM

“O que a mudança para a nuvem realmente significa para seu negócio?” Esta é a dúvida que Neil Lomax, Presidente, América do Norte, acredita que as empresas enfrentarão em 2019.

“As empresas estão tendo altos gastos para as aplicações que estão sendo executadas na nuvem. Os custos ainda são difíceis de gerenciar e muito díspares. Os CFOs estão preocupados com as despesas com nuvem devido a migração de todos os seus dados e aplicações. As empresas estão gastando bilhões de dólares na nuvem e isto está se tornando o novo normal”.

Mike Gersten: “Agora que as empresas estão tentando endereçar esta visibilidade e desafio de orçamento com a nuvem, estão cada vez mais adotando uma visão holística da gestão de gasto de todo seu portfólio. Com desperdício acima de 30% em gastos com software na maioria das organizações, espero ver mais foco nessa gestão, em todo o ciclo de vida em 2019”.

Alex Alexandrov, Líder Operacional e M&A Global: “Podemos finalmente ter uma conversa honesta de que “Lift & Shift” até a nuvem pública não é uma solução boa. É remanescente do modelo do legado ITO sobre “cuidamos da sua bagunça por menos”.  Estamos ajudando os clientes a entenderem como levar seu ambiente existente para a nuvem, que envolve aplicações otimizadas e nativas.  Isto permite otimizar a performance, criar um business-case para o software e realmente controlar seus gastos na nuvem.

O QUE VEM A SEGUIR?

Onde tudo isso se encaixa com o seu estado de software existente? Lentamente, mas certamente, na jornada para a nuvem. Mas, as empresas estão mudando como visualizam a mudança para um modelo baseado em SaaS ou IaaS, em termos de administração financeira e visibilidade de consumo.

Dieter Schlosser: “Os desafios estão encarando as empresas que estão no caminho para a nuvem, que já estão na nuvem ou que ainda não estão. Considerando que estar na nuvem pode ser muito diferente, cada vez mais as empresas estão procurando fazer parceria com provedores de solução que entendem as reais necessidades sobre onde estão na jornada”.

De acordo com Mike Gersten, toda a propriedade do local até a nuvem – está atraindo a atenção do conselho executivo mais do que nunca. O software é a espinha dorsal do negócio. Recentemente ele visitou uma empresa que gasta aproximadamente US$ 1 bilhão anualmente em software e uma análise feita mostrou que aproximadamente 25% dos gastos são desperdiçados – um quarto de um bilhão de dólares obviamente impacta o resultado.

“Existem organizações que podem ajudar os clientes a ganharem visibilidade sobre os gastos, afunilar o ciclo de vida do software, adquirir os melhores preços com o melhor modelo de licenciamento e gerenciar direitos, inventário e consumo tanto para investimentos do tamanho correto quanto para evitar riscos. Estas organizações estão numa posição ideal em 2019”.

Saiba mais sobre como a SoftwareONE pode ajudar você com sua transformação neste ano.

Powered by Rock Convert
Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Comentários fechados