Roadmap de TI: como fazer e quando rever?

abril 18, 2019

O roadmap de TI é uma das ferramentas mais importantes e conhecidas da gestão de produtos e aplicativos. Ele serve como um guia e concilia a visão estratégica da empresa, com as necessidades dos seus clientes e usuários e orienta o trabalho técnico da equipe.

Apesar de essencial, muitas organizações ainda ignoram o poder do direcionamento estratégico da comunicação e do alinhamento entre empresa, clientes e técnicos que o roadmap de TI proporciona. Por isso, acabam investindo recursos e esforços em infraestrutura, etapas do projeto ou atividades equivocadas.

Se você quer descobrir como criar um roadmap à prova de falhas e determinar os melhores momentos para revê-lo e reorganizá-lo, então continue lendo este post e confira nossas dicas!

Como elaborar o roadmap de TI?

Ao criar um roadmap de TI a empresa deve saber que ele não é uma ferramenta de orientação da rotina de trabalho. Sua função é comunicar interna e externamente quais são os planos futuros para uma aplicação. Por exemplo, o roadmap deve indicar quais funcionalidades serão disponibilizadas, logo, ele não deveria ser entendido como um cronograma. Existem 4 questões essenciais que o roadmap de TI deve contemplar:

Quais são os objetivos do negócio?

Os objetivos de negócio são os verdadeiros norteadores do roadmap. Se a empresa não souber quais são suas metas e não mapear como elas serão atingidas, dificilmente conseguirá definir um bom roadmap.

Por exemplo, se a expectativa é aumentar a base de usuários de um aplicativo vendido no modelo de software as a service (SaaS), então ela deverá mapear quais funcionalidades poderiam ser agregadas para criar um diferencial competitivo e atrair mais clientes. Ao mesmo tempo, precisará definir como a infraestrutura crescerá para suportar mais acessos simultâneos, processar as novas demandas e garantir uma boa performance.

Qual é o tempo de previsão?

Responder a essa questão definirá o horizonte temporal para o qual o roadmap estará previsto. Isso significa que algumas revisões serão necessárias, sempre que os prazos finais estiverem próximos de serem atingidos.

Quais são os gatilhos de revisão?

Defina as métricas, números e resultados que precisam ser alcançados para iniciar o processo de contratação de mais recursos de TI, a adição de mais capacidade para a infraestrutura e a expansão de contratos com fornecedores. Isso garantirá que os investimentos sejam realizados conforme a necessidade do negócio e na medida certa do seu crescimento.

O que é essencial e o que é desejável?

Por estar alinhado aos objetivos de negócio e às necessidades dos clientes, o roadmap de TI precisa ser uma ferramenta flexível e adaptável. No entanto, existem algumas tarefas essenciais e outras apenas desejáveis para serem executadas.

Redimensionar a infraestrutura para suportar o crescimento da aplicação e de sua base de usuários é essencial, adicionar uma nova tela de consulta de uma informação pode ser algo desejável, apenas.

Por isso, separe o que é essencial do desejável na construção do roadmap de TI e garanta que as condições mínimas estarão contempladas em futuras mudanças.

Como revisar o seu roadmap de TI?

Existem 4 passos fundamentais no processo de revisão do roadmap:

  1. documente quais são as metas do negócio e quais os recursos de TI disponíveis atualmente para atendê-las;
  2. alinhe quais investimentos e capacidade operacional serão necessários para atingir os objetivos;
  3. estabeleça os marcos temporais e métricas para iniciar a contratação de novos recursos de TI ou a entrega de outras fases do projeto de desenvolvimento;
  4. revise sua atual estrutura de contratos de fornecedores de TI, como licenças, hardwares e serviços em nuvem e avalie condições mais vantajosas para os momentos de novos aportes.

O roadmap de TI é fundamental para garantir a satisfação dos clientes, direcionar os esforços dos técnicos e atender os objetivos do negócio. Criá-lo e revisá-lo exige experiência técnica e capacidade de analisar fatores internos e externos à empresa. Por isso, muitos gestores optam por contratar um parceiro para elaborar essa ferramenta em um workshop, por exemplo.

Quer saber como funciona um workshop de roadmap de TI? Então, confira como o “Roadmap and Landscape Advisory” da SoftwareONE estrutura todas as etapas de criação e revisão, dedicando-se exclusivamente à sua empresa!

Equipe de Redação

Autor

Equipe de Redação

Deixa uma resposta