Tecnologia para aumentar vendas no varejo: conheça as principais

abril 7, 2020

O grande propósito da transformação digital no varejo é transformar dados em ferramenta de negócio. Atualmente, é preciso muito mais foco no papel da TI e investimento em tecnologia para aumentar as vendas.

Mas como você pode incluir esse poder na gestão da empresa e tornar realidade o uso das informações que coleta sobre o público?

Neste artigo, vamos discutir sobre esse importante passo para o futuro. Veja por que é preciso investir em tecnologia, quais são as soluções nas quais é essencial apostar e como buscar ajuda para não errar nesse processo. Confira!

Qual é a relação entre investimento e retorno quando um varejo foca em tecnologia para aumentar as vendas?

Antes de apresentar os caminhos possíveis para o futuro, precisamos fazer uma reflexão de por que é tão importante trilhá-los.

Falar que dados são importantes para negócios de varejo não é a maior novidade do mundo. Já existem exemplos suficientes para apontar que empresas mais inteligentes conseguem vender mais com menos esforço.

Mas o problema é que essa busca muitas vezes é interrompida após a coleta de dados. Empresas acumulam informações, mas não têm a estrutura ou a metodologia para lidar com elas.

É por isso que a tecnologia é tão importante. Investir nas soluções certas é fazer uma ponte entre essas informações e as estratégias de venda originadas delas. Veja como isso pode beneficiar o negócio!

Conhecendo seu público

Talvez o maior trunfo da gestão baseada em dados seja o aprofundamento da relação entre cliente e marca. Pela primeira vez, empresas no ramo do varejo têm o poder de conhecer de verdade cada consumidor, não apenas grandes grupos.

Quantidade de compras, ticket médio, frequência de visita a lojas, poder aquisitivo, gostos específicos, entre muitas outras características estão se tornando possíveis de serem coletadas, segmentadas e estudadas para entender melhor o público.

Isso permite a reconfiguração do mix de produtos, criar campanhas de atração mais específicas e melhorar a experiência de compra cliente por cliente. É o tipo de cuidado que passa a ser esperado e exigido por quem compra na sua loja. É um poder que só a tecnologia poderá agregar valor ao seu negócio.

Revolucionando a operação

A inclusão de soluções tecnológicas também tem poder transformador na forma como os colaboradores trabalham.

Menos tarefas, processos mais ágeis e automação podem simplificar o trabalho dos vendedores, por exemplo. Assim, eles atendem com mais eficiência e são mais prestativos, melhorando em geral a experiência de compra para o público ao mesmo tempo em que se diminui os custos de operação.

Encontrando novas possibilidades de mercado

A tecnologia é também uma ferramenta estratégica. Muitas empresas no mundo todo investem quantias absurdas em coleta de dados, mas não na estrutura que vai permitir enxergar os caminhos e oportunidades que eles apontam.

A análise de indicadores e o benchmarking do mercado ajudam o varejo a identificar tendências e novas demandas antes dos concorrentes. E com a flexibilidade dessas ferramentas, é possível agir rápido e se adaptar para nunca parar de vender.

Quais são as principais tecnologias para vender mais?

Agora que está clara a importância da tecnologia no varejo do futuro, podemos especificar melhor como isso acontece. Para isso, listamos as principais soluções tecnológicas atuais que não só ajudam na coleta, mas também na análise de dados de cliente e de mercado. Confira!

Modelos de software de gestão

Os conjuntos de software de gestão empresarial, ou ERP, estão entre os primeiros investimentos que um varejo atual deve fazer em tecnologia. Eles são as plataformas capazes de integrar e estruturar toda a utilização de dados dentro da empresa.

São ambientes virtuais que centralizam o gerenciamento de finanças, administração e operação em um único lugar, permitindo a interação e comparação de dados armazenados vindos das três origens.

Assim, gestores ganham uma visão completa de aspectos vitais para o sucesso: informações sobre o público, indicadores de venda, movimentos de mercado etc. Um ERP nesse sentido é a estrutura que as informações de negócio precisam para serem de fato úteis.

Cloud Computing

O volume de informações que podem ser armazenadas por negócios atualmente torna proibitivo o investimento em servidores próprios. Por isso, a nuvem se tornou uma grande aliada do varejo nos últimos anos.

A cloud permite que a TI de um negócio no setor gerencie grandes volumes de dados com foco em inteligência e cibersegurança.

Isso sem contar em outras soluções oferecidas dentro de serviços como AWS e Azure para a gestão inteligente. Isso tudo em sistemas elásticos e escaláveis, que podem aumentar ou diminuir a oferta de acordo com a sua demanda. O recurso de redimensionar de acordo com seu negócio é perfeito para qualquer situação.

Ferramentas de gestão de clientes

Algumas das soluções citadas disponíveis na nuvem são importantes para a gestão moderna de clientes. Inteligência Artificial e Machine Learning são grandes apostas para customizar a divulgação e a experiência de compra cliente a cliente, tornando a sua marca muito mais próxima e familiar para o público.

Outras tendências vão ainda mais fundo no conhecimento do cliente. O Wi-Fi da loja, por exemplo, pode ser usado para identificar quando cada um deles entra no estabelecimento e por quanto tempo fica, o que compra. Esse tipo de microgerenciamento pode gerar estratégias ainda mais poderosas para atração e fidelização.

Ferramentas de colaboração e comunicação remotas

Seja dentro de um estabelecimento, seja na operação entre várias filiais, a comunicação em tempo real se tornou uma grande aliada do varejo moderno.

A conferência rápida de disponibilidade de estoque, o ajuste de estratégias de preço entre unidades, a união multidisciplinar ao redor de uma meta geral, tudo isso pode ser facilitado quando há contato rápido e eficiente entre todos os colaboradores. Quem se comunica melhor vende mais.

Monitores de indicadores de performance

E falando em aumentar vendas, não dá para fazer isso de forma eficiente sem ter como medir a evolução dos indicadores do varejo. Taxa de conversão, ticket médio, LTV, CAC, todos são KPIs já conhecidos do setor, mas que em muitos casos são subutilizados.

Ferramentas de análise dentro do ERP podem fornecer insights mais relevantes para a estratégia de vendas, atacando pontos fracos e reforçando os fortes em uma campanha de otimização operacional e gerencial.

Como fazer uma gestão efetiva de software para vendas?

Como deu para perceber, a TI de um varejo precisa apostar em uma gama completa de soluções tecnológicas para ter vantagem competitiva no futuro. Portanto, há a necessidade de um gerenciamento eficiente desses ativos e, para isso, contar com uma parceria especializada.

Contratar uma empresa capacitada para gestão efetiva de software não é apenas uma garantia de retorno no seu investimento. É uma forma de ganhar expertise na hora de fazer benchmarking do mercado e escolher as melhores opções para conseguir o máximo de sucesso com o orçamento à disposição.

Afinal, o retorno é o maior dos benefícios aqui. Investir em tecnologia para aumentar as vendas é um passo obrigatório para o varejo do futuro e traz frutos certos. Basta saber onde aplicar o investimento e como estruturar sua implementação.

E se você quer se atualizar ainda mais sobre técnicas e ferramentas de gestão no varejo, assine a nossa newsletter e não perca as publicações do blog!

Eden Teles

Autor

Eden Teles

Éden Teles, gerente de desenvolvimento de negócio, tem como foco atendimento de grandes contas na área do varejo, com experiência em entender a complexidade e necessidades dos clientes, o principal objetivo, é impulsionar negócios através da TI e o empoderamento dos colaboradores, com grande foco em cloud e sua adoção.

Deixa uma resposta