Explore mais sobre a tendência do Unified Commerce para o varejo

março 24, 2020

Você já ouviu falar no termo Unified Commerce? Conforme a transformação digital permite que mais e mais players entrem no mercado e vendam seus produtos e serviços, a competitividade aumenta, de modo que a qualidade não é mais um diferencial

De acordo com uma pesquisa apresentada pelo Gatrner, 89% das companhias acreditam que a batalha agora é pela experiência do cliente. Não se trata apenas de abrir mais canais de venda ou se tornar Omnichannel, mas sim incorporar toda a gestão em uma plataforma única, munida de Inteligência Artificial, que permita lidar melhor com os clientes.

Sendo assim, continue a leitura e entenda melhor o que é Unified Commerce e quais são suas vantagens.

O que é Unified Commerce?

Em um primeiro momento, as empresas de varejo passaram a adotar o Multichannel, buscando capitalizar as vendas nos mais diversos pontos. Depois disso, foi necessário aplicar práticas Omnichannel, para garantir que os clientes tivessem uma experiência consistente e integrada.

Agora, os varejistas em geral precisam buscar o agrupamento entre esses dois paradigmas em uma nova tendência, chamada Unified Commerce. Em vez de apenas focar esforços na expansão e na integração dos canais, o comércio unificado reúne tudo o que impacta a experiência do cliente.

No geral, podemos dizer que o Unified Commerce é uma forma de criar harmonia entre todos os principais pontos de contato com o cliente, sincronizando os canais de venda do varejo, fazendo com que a experiência do cliente seja direta e unificada, uma extensão da sua marca.

Embora estratégias como Multichannel e Omnichannel também tenham esse objetivo, a utilização de várias ferramentas singulares integradas, além de alto custo, não é capaz de entregar uma experiência contínua aos clientes, trazendo inconsistências e falta de confiança.

Quando a sua empresa passa a vender em todos os canais diferentes com a utilização de uma única solução, as linhas que dividem o offline e online se tornam invisíveis para o cliente, aumentando o número de vendas e a satisfação dos consumidores.

Segundo o Google, mais de 60% das jornadas de compra traçadas pelos usuários começam em um dispositivo, mas são finalizadas em outro, o que demonstra a importância de se criar uma experiência contínua.

Podemos dizer que o comércio unificado é alcançado quando todos os aspectos do varejo, como estoque, lojas on-line, atendimento e vendas, têm uma visibilidade transparente entre si. Com isso, conquista-se a tão esperada jornada contínua e consistente.

Por fim, os principais pilares que integram o comércio unificado são:

  • canais;
  • interações;
  • sistemas;
  • produtos.

Quais são os maiores benefícios do Unified Commerce?

Esse novo paradigma de comércio unificado pode trazer uma série de vantagens para os varejistas em relação ao Omnichannel e ao Multichannel. Vamos às principais.

Aumenta as vendas

As novas tecnologias nos brindam com diversas oportunidades de incrementar o faturamento. Uma dessas formas é o uso do chamado corredor infinito, uma estratégia que permite que os clientes comprem on-line produtos que não estão fisicamente na loja.

Isso minimiza a insatisfação do consumidor ao perder sua viagem, além de aumentar as vendas, pois o varejista fecha o negócio mesmo sem estoque na loja física e melhora a experiência do cliente.

Outra possibilidade é a retirada de produtos em uma loja física após a compra on-line. Visto que muitos clientes deixam de adquirir determinado produto por conta da demora no transporte, essa estratégia aumenta as vendas, reduzindo o tempo entre a compra e o recebimento. Além de aproveitar a própria estrutura logística já construída para atender as demandas das lojas, com isso gera mais eficiência operacional reduzindo custos indiretos, que serão diluídos melhor na operação.

Aprimora a experiência do consumidor

Quando a plataforma de vendas é única e pode ser utilizada de qualquer dispositivo, acaba-se a necessidade de um ponto de caixa fixo, com filas. O próprio vendedor pode realizar a transação de venda em um smartphone ou tablet junto ao cliente.

Além disso, por meio da utilização de token, é possível salvar os dados do cartão do cliente com segurança, evitando o preenchimento de todos os dados a cada nova compra, melhorando ainda mais a experiência do consumidor. Em qualquer dos canais utilizados, a compra é simples e rápida.

Cria um panorama completo do negócio

Analisar os dados de compra e venda verificar como os clientes interagem com a sua marca é fundamental para incrementar estratégias de venda que possam rentabilizar da melhor maneira.

Quando tudo é realizado apenas em uma plataforma, sem nenhum tipo de integração, o acesso a relatórios estratégicos se torna muito mais simples e confiável, melhorando a sua gestão e permitindo uma visão completa do negócio.

Simplifica processos

Quando implementamos um modelo Multichannel ou Omnichannel, acabamos tendo que lidar com várias ferramentas para o dia a dia, o que acaba dificultando uma gestão geral dos processos de vendas.

Sistemas separados significam informações separadas, o que prejudica a visão do negócio e de como a jornada do cliente funciona. Por outro lado, manter todos os processos em apenas uma plataforma pode simplificar tudo.

Além disso, o varejista tem a segurança de contar com apenas um fornecedor de soluções, ou seja, caso algo dê errado, basta uma ligação para resolver o problema de forma rápida.

Como implementar o Unified Commerce?

Criar uma estratégia de comércio unificado é algo complexo e pode demorar até acontecer por completo. Boa parte dos varejistas já conta com uma infraestrutura definida, de modo que fazer alterações é algo difícil.

Contudo, ao realizar essa mudança, sua empresa poderá alcançar uma unificação bem-sucedida de todos os processos voltados aos clientes, além de melhorar de forma drástica a experiência deles. Um passo a passo para isso seria:

  • revisar suas ferramentas atuais: antes de investir em novas plataformas, verifique se suas atuais tecnologias podem suprir a demanda;
  • audite a jornada do cliente: entenda primeiro como ela funciona hoje para depois unificá-la e melhorá-la dentro de um design ideal;
  • colete e análise dados: as informações coletadas em todos os canais de vendas são fundamentais para entender o público-alvo, como ele se relaciona com a sua marca e quais ações melhoram ou pioram o resultado;
  • entenda a base tecnológica necessária: antes mesmo de investir em soluções, é preciso entender se a sua empresa está pronta para lidar com uma plataforma unificada.

Como você pode notar, a tecnologia é um fator fundamental na hora da implementação de uma estratégia de Unified Commerce, sendo necessário contar com apoio especializado.

Uma consultoria em tecnologia pode verificar a sua estrutura de TI atual e descrever suas demandas para a implantação de uma plataforma que ajude a unificar todos os seus pontos de venda. O planejamento é mais que necessário, e também pode já utilizar o modelo agile, para já enxergar as entregas e visualizar as mudanças em um curto prazo.

O Unified Commerce é o futuro do varejo, sendo que, quanto antes as varejistas se adaptarem, maiores serão as chances de incrementar a competitividade e conquistar mais mercado.

Gostou do conteúdo? Assine a nossa newsletter agora mesmo e fique por dentro de nossos próximos posts!

Eden Teles

Autor

Eden Teles

Éden Teles, gerente de desenvolvimento de negócio, tem como foco atendimento de grandes contas na área do varejo, com experiência em entender a complexidade e necessidades dos clientes, o principal objetivo, é impulsionar negócios através da TI e o empoderamento dos colaboradores, com grande foco em cloud e sua adoção.

Deixa uma resposta